Category: Uncategorized

PROGRAMA CRESCIMENTO AZUL, INOVAÇÃO E PME’s

 

 

No dia 22 de maio de 2017 foi assinado um Memorando de Entendimento entre a República Portuguesa e a Islândia, o Reino da Noruega e o Principado do Liechtenstein que contempla um Programa dedicado ao “Crescimento Azul, Inovação e PMEs” com uma dotação de cerca de 44,7 M€, em que cerca de 70% será dedicado à área do negócio e inovação.

 

Este Programa contempla três áreas programáticas distintas:

  • Desenvolvimento de negócios, Inovação e PMEs
  • Investigação
  • Educação, bolsas de estudo, literacia e empreendedorismo jovem.

 

Este programa terá como uma das prioridades o financiamento ao desenvolvimento de projectos de Economia Azul e Economia do Mar.

 

​O Espaço Económico Europeu (EEA) é composto pelos Estados Membros da União Europeia e 3 países da Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA), Islândia, Liechtenstein e Noruega, que partilham o mesmo Mercado Interno.

ESTÁ ABERTO UM NOVO ROUND DE CANDIDATURAS AO FUNDO AZUL

O Fundo Azul tem por finalidade o Desenvolvimento da Economia do Mar, a investigação científica e tecnológica, a proteção e monitorização do meio marinho e a segurança marítima, através da criação ou do reforço de mecanismos de financiamento de entidades, atividades ou projetos de empresas e entidades sem fins lucrativos.

 

O Fundo Azul tem 4 concursos abertos em áreas que vão do apoio ao empreendedorismo e empresas da Economia do Mar, à Biotecnologia, Segurança Marítima e Monitorização e Protecção do Ambiente Marinho.

  • Empreendedorismo na economia do mar: podem ser apoiados projetos de Biotecnologia Azul, Energias Renováveis Oceânicas Digitais (Indústria 4.0), Portos 4.0 (novas soluções focadas na aplicação da Indústria 4.0 na rede portuária nacional), Robótica oceânica e Sustentabilidade.
  • Segurança Marítima: podem ser apoiados projectos de formação ao nível da segurança no mar e da salvaguarda da vida humana no mar, controlo de fronteiras e de alfândegas, controlo da pesca, prevenção e controlo da poluição marítima de navios e portos, prevenção e supressão de atividades ilícitas, salvamento marítimo, socorro e assistência em espaços marítimos.
  • Biotecnologia Azul: podem ser apoiados projetos de investigação científica e tecnológica na área da biotecnologia azul, desenvolvimento de novos produtos de origem biotecnológica a partir de recursos marinhos, soluções de utilização de subprodutos das indústrias ligadas ao mar, desenvolvimento de tecnologias que contribuam para a eficiência energética e combate à poluição marinha e para a redução do lixo marinho, produção em aquicultura de novas espécies, alimentos, rações, controlo de parasitas, revestimentos antivegetativos, ou outras aplicações de valor acrescentado e projectos de valorização dos subprodutos das indústrias de aquicultura.

Podem beneficiar dos apoios as empresas e  outras entidades privadas com ou sem fins lucrativos e as Instituições do ensino superior, institutos e unidades de I&D.

Os apoios atribuíveis ao abrigo dos presentes concursos podem ser:

  • Reembolsáveis (taxa de juro de 0%, no prazo máximo de 8 anos)  ou eventualmente convertíveis em capital (designadamente com a entrada direta no capital das empresas até um limite máximo de 10%). Nestes casos, o apoio máximo atribuível por operação é de 500.000 €, até 90% das despesas elegíveis.
  • Ou podem ser de natureza não reembolsável, com o limite máximo atribuível por operação de 200.000 € e cobrindo até 90% das despesas elegíveis.

 

As candidaturas devem ser apresentadas até ao dia 28 de Fevereiro.

 

 

Para mais informações pode consultar a pagina da Direção Geral de Políticas do Mar ou contactar-nos diretamente.

 

Bons negócios!

 

OPORTUNIDADE: Call +Património +Turismo. Projectos de Dinamização Turística

Estão abertas a linha de financiamento a projectos de dinamização turística que contribuam para o desenvolvimento de atividades turísticas associadas à valorização do património cultural e natural do País.

Esta linha de financiamento sob a forma de capital de risco, é gerida pela Portugal Ventures e pode apoiar projectos inovadores e que visem a requalificação e fruição turística do património cultural e natural do País, incluindo a ampliação de empreendimentos turísticos existentes tendo em vista posicioná-los em segmentos de maior valor acrescentado.

O investimento por parte da Portugal Ventures tem um tecto indicativo de 700 000 euros por projecto, sob a forma de uma participação minoritária no capital da sociedade, por tranches e com base num plano de negócios.

Para mais informações consulte-nos ou consulte a página http://www.portugalventures.pt/pt-pt/page/dinamizacao-turistica

Bons negócios!

Pronto para ir de férias?

Antes de ir de férias confira com a Inovae se a sua empresa ou projecto são elegíveis para os novos apoios do PT2020. Prepare se e vá de férias descansado.

Saiba mais em aqui ou contacte-nos.

PROGRAMA INTERFACE E INDUSTRIA 4.0 – APOIOS À INDUSTRIA PORTUGUESA

Os programas INTERFACE e INDUSTRIA 4.0, recentemente lançados, pretendem apoiar a inovação, a modernização e a competitividade da indústria portuguesa.

Tratam-se de programas integrados de apoio que agregam medidas financeiras e não financeiras. Os incentivos podem chegar a 75% do valor dos projectos de inovação empresarial e 85% dos projectos de associações sectoriais.

Quer saber mais?

 

 

O Programa INTERFACE tem como objetivo a valorização dos produtos portugueses, através da inovação, do aumento da produtividade, da criação de valor e da incorporação de tecnologia nos processos produtivos das empresas nacionais. O INTERFACE vem neste sentido acelerar a transferência de tecnologia das universidades para as empresas, potenciar a certificação dos produtos, aumentar a competitividade da economia portuguesa e das empresas nos mercados nacional e internacional. Traduz-se financeiramente em:

  • Apoio a projectos de I&D empresarial e nas universidades;
  • Apoio a acções colectivas no domínio da transferência de tecnologia e conhecimento e no apoio ao empreendedorismo de base tecnológica.

O Programa Indústria 4.0 pretende gerar condições para o desenvolvimento da indústria e serviços nacionais no novo paradigma da Economia Digital, através de um conjunto de medidas de apoio organizadas em 3 eixos:

  • Apoio a projetos de I&D: Sistemas ciber-físicos; Virtualização e Simulação; Inteligência Artificial; Digitalização; Realidade Aumentada e wearables; Nanotecnologia e materiais avançados; Energia)
  • Apoio a projectos de projetos de Inovação Produtiva: Processos produtivos inteligentes; Produção aditiva; máquina inteligentes; Materiais avançados; operações modulares; impressão 3D; Robôs autónomos.
  • Apoio a projectos de digitalização e internacionalização das empresas: Infraestrutura digital, cloud computing e cyber security; Advanced analytics e AI; User-Centered Design; WCM e CRM – Web Content & Customer Relationship Management; E-Commerce e E-Marketplaces; SEO e SEA – Search Engine Optimization/Advertising Social media, content & mobile Marketing; Web Analytics.

Ambos os programas alicerçam-se sobre os recursos disponiveis no Programa Portugal 2020. Destacamos aqui a importância que as linhas de apoio à inovação produtiva têm para as empresas industriais nacionais. Estas linhas permitem apoiar investimentos em:

  • Novos estabelecimentos ou unidades de produção (ex. nova fábrica ou nova unidade de fábrica já existente);
  • Aumento da capacidade de um estabelecimento já existente;
  • Diversificação da produção de um estabelecimento para produtos não produzidos anteriormente no estabelecimento (novos produtos, novas linhas de produção);
  • Alterações fundamentais do processo global de produção de um estabelecimento existente (ou linhas para aproveitamento de desperdícios ou sub-produtos, etc.)

Os apoios terão a forma de incentivo reembolsável até 75% do valor da despesa elegível e, se os objectivos do projecto forem cumpridos, até 50% do apoio pode ser transformado em apoio a fundo perdido.

 

Quer saber mais? Contacte-nos.

Bom trabalho e bons negócios!!

 

 

A INOVAe está a recrutar!

A INOVAe é a unidade de negócio na área da gestão e projectos de investimento da SELMAX (www.inovae.pt e www.selmax.pt)

Somos uma equipa em modo start-up que se propôs a um duplo desafio: desenvolver projectos de criação de valor em 10 novas empresas e apoiar o lançamento no mercado de 10 novos produtos ou serviços, de empresas nascentes ou já em fase mais madura da sua actividade. 10 empresas, 10 produtos até final de 2016.

Passados 8 meses de actividade, o primeiro objectivo foi já ultrapassado. Esperamos em breve cumprir o 2º. Crescemos. Em clientes e em talentos.
No processo encontrámos o nosso espaço de trabalho na Fábrica da Pólvora de Barcarena, uma casa com uma longa história e contributos únicos para a inovação e industrialização em Portugal.

Nesta aventura, estamos presentes em 2 países, Portugal e Moçambique. Queremos criar valor de forma ágil. Fomentar ideias disruptivas. Futuristas. Inovadoras. Sempre, e mesmo sempre, vamos pensar de forma global, digital e com uma visão de helicóptero sobre o mundo.

E estamos a recrutar.

Função: Consultor/a de projectos de investimento para:
– Diagnóstico e avaliação de empresas e processos de negócio (funcional);
– Avaliação e selecção de estratégias de investimento;
– Definição e elaboração de projectos;
– Identificação, realização e gestão de candidaturas a sistemas de incentivos (nacionais, comunitários e internacionais), capitais de risco, banca e outras fontes de capital.

Requisitos pretendidos:
– Formação em ciências económicas, financeiras ou de gestão (licenciatura);
– Experiência na elaboração de propostas para o financiamento de projectos empresariais;
– Sólidos conhecimento de língua inglesa;
– Sólidos conhecimentos de informática na óptica do utilizador.
– Ser elegível para Estágio Profissional nível 6 ou 7, apoiado pelo IEFP;
– Disponibilidade imediata.

Valoriza-se:
– Experiência prévia na elaboração de candidaturas QREN ou PT2020;
– Experiência internacional (pessoal ou profissional);
– Disponibilidade para deslocações nacionais e internacionais;
– Autonomia, espírito crítico e gosto pela mudança.
– Bom humor.

Em caso de interesse, deverá enviar um email de apresentação e o seu perfil de LinkedIn para dinis.martins@selmax.pt

Tem questões?