Category: Newsletter

Nova realidade económica: prepare o seu negócio

Modelos previsionais para o ajudar a calcular os efeitos desta crise.

 

A Pandemia COVID-19 criou uma conjuntura disruptiva em todos os sectores da sociedade e à escala global. As famílias, as empresas e a própria ordem social foram dramaticamente afectadas. O estado geral é de incerteza e são muitas as dúvidas sobre o futuro próximo.

As pequenas e médias empresas, em particular, estão a sofrer as consequências desta crise: quebras drásticas na facturação, incerteza quanto às cobranças, necessidades crescentes de apoio de tesouraria.

O que se adivinha para os próximos tempos requer acção imediata e cirúrgica por parte dos gestores.

A Inovae pode ajudá-lo a analisar o impacto destes cenários.

Desenhámos modelos previsionais para o ajudar a calcular os efeitos desta crise sobre a performance da sua empresa.

 

Permitem definir cenários sobre vendas, alterações na estrutura de custos com pessoal e outros custos fixos, assim como o impacto de medidas como o lay-off e os apoios à reactivação da actividade económica.

Contacte-nos para uma simulação.

Vamos enfrentar juntos estes desafios.

Contactos.

 

 

Há economia para além da pandemia: medidas de apoio às empresas

 

Resultado de imagem para medidas empresas governo

Há uma economia para além da pandemia.

 

O governo português aprovou um conjunto de medidas para apoiar as empresas nacionais a ultrapassar os impactos adversos da pandemia que atravessamos.

 

Deixamos aqui um resumo das medidas aprovadas e que podem ajudar a sua empresa:

 

  • Liquidação rápida de incentivos, eventualmente como adiantamento a regularizar mais tarde;
  • No caso de empresas com quebras do volume de negócios ou de reservas ou encomendas superiores a 20 %, diferimento por um período de 12 meses das prestações vincendas até 30 de setembro de 2020 relativas a subsídios reembolsáveis atribuídos no âmbito de sistemas de incentivos;
  • As despesas comprovadamente suportadas pelos beneficiários em iniciativas ou ações canceladas ou adiadas por razões relacionadas com o COVID-19 são elegíveis para reembolso;
  • Impactos negativos decorrentes do COVID-19, podem ser considerados motivos de força maior não imputáveis aos beneficiários na avaliação dos objetivos dos projectos financiados;
  • Linha de crédito no valor de 200 milhões, para apoio à tesouraria das empresas;
  • Aumento dos plafonds das linhas relativas a seguros de crédito à exportação com garantias do Estado;
  • Criação de um apoio extraordinário à manutenção dos contratos de trabalho em empresas em situação de crise empresarial, caso haja interrupção das cadeias de abastecimento globais ou quebra abrupta e acentuada de 40 % das vendas;
  • Criação de apoios extraordinários de formação profissional, no valor de 50 % da remuneração do trabalhador até ao limite da retribuição mínima mensal garantida (RMMG), acrescida do custo da formação, para as situações dos trabalhadores sem ocupação em atividades produtivas por períodos consideráveis, quando vinculados a empresas cuja atividade tenha sido gravemente afetada pelo COVID-19;
  • Criação de um incentivo financeiro extraordinário para assegurar a fase de normalização da atividade e que visa apoiar as empresas que, tendo sido encerradas por autoridade de saúde, carecem de um apoio, na primeira fase de normalização, de modo a prevenir o risco de desemprego e a manutenção dos postos de trabalho, incluíndo um regime excecional e temporário de isenção do pagamento de contribuições à segurança social por parte de entidades empregadoras e trabalhadores independentes que sejam entidades empregadoras.

 

Ficou com dúvidas. Precisa de esclarecimentos? Contacte-nos.

 

Novas Instalações no Páteo Alfacinha!

A Inovae, com a Selmax, tem novas instalações no Páteo Alfacinha.

Um novo espaço, mais amplo, para a sua equipa. Num ambiente típico, o Páteo Alfacinha é um local multifacetado onde pode encontrar restaurantes, salas para eventos e escritórios.

Faça-nos uma visita!

OPORTUNIDADE DE FINANCIAMENTO: Linha de Apoio à Qualificação da Oferta

As empresas de turismo ainda podem aceder á Linha de Apoio à Qualificação da Oferta, até 31 de Dezembro de 2017.

 

As operações de financiamento podem estender-se por 15 anos com o máximo de 4 anos de carência de amortização de capital.

 

O montante máximo do financiamento concedido poderá chegar aos 75% do valor do investimento elegível, com o limite de:

  • 2,5 milhões de euros de despesa elegível, por projecto inovador ou de requalificação;
  • 3,5 milhões de euros de despesa elegível, por projecto de cooperação ou agregação de operadores;
  • 500 000 euros de despesa elegível, por projecto de empreendedorismo ou novos negócios turisticos (empresas novas ou com menos de 2 anos)

As candidaturas podem ser instruídas junto dos bancos aderentes, mediante a apresentação de um projecto fundamentado e que demonstre viabilidade técnica, económica e financeira.

 

Quer saber mais? Consulte o link abaixo ou contacte-nos!

Ficha resumo da Linha de Apoio à Qualificação da Oferta no site do Turismo de Portugal.

 

Bons negócios!

 

OPORTUNIDADE DE FINANCIAMENTO: Linhas Capitalizar já estão disponíveis

Lançada pelo Ministério da Economia a 16 de janeiro de 2017, a Linha Capitalizar tem uma dotação de 1.600 milhões de euros e já podem ser apresentadas candidaturas pelas PME nacionais!

As candidaturas podem ser feitas aos balcões dos bancos aderentes desde 1 de fevereiro de 2017 mediante a apresentação de um projecto viável.

 

A nova linha permite montantes de financiamento por empresa entre 25 mil e 2 milhões de euros e com prazos entre 3 a 10 anos

 

A linha capitalizar destina-se a:

  • Apoiar investimentos de longo prazo
  • Criar condições mais vantajosas de financiamento para Micro e Pequenas Empresas
  • Alavancar a oferta de soluções de financiamento para investimentos em projetos com fundos comunitários
  • Ampliar a oferta de operações de Fundo de Maneio
  • Alargar o acesso a plafonds de crédito a todas as empresas.

Existem 5 sub-linhas com diferentes finalidades:

  • Linha “Micro e Pequenas Empresas”
    Dotação: 400 milhões de euros
    Objetivo: potenciar o acesso a financiamento para investimentos em ativos e reforço de capitais para Micro e Pequenas Empresas.
  • Linha “Fundo de Maneio”
    Dotação: 700 milhões de euros
    Objetivo: financiar necessidades de fundo de maneio das empresas com financiamentos de médio prazo, em alternativa ao crédito de curto prazo.
  • Linha “Plafond de Tesouraria”
    Dotação: 100 milhões de euros
    Objetivo: alargar a oferta de crédito em sistema de revolving, conferindo uma maior flexibilidade à gestão corrente de tesouraria.
  • Linha “Investimento Geral”
    Dotação: 100 milhões de euros.
    Objetivo: financiar investimentos em ativos com elevado prazo de recuperação.
  • Linha “Investimento Projetos 2020”
    Dotação: 300 milhões de euros.
    Objetivo: alargar a oferta de crédito bancário para financiamento de projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020, com enfoque em despesas elegíveis e outros segmentos de mercado em que a Linha de Crédito e Garantias IFD 2016-2020 possa vir a revelar-se insuficiente

 

Já preparou o seu projecto?

Quer saber mais? Siga o link abaixo ou contacte-nos!

 

E bons negócios!

 

 

 

OPORTUNIDADE DE FINANCIAMENTO: Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior

Encontram-se abertas as candidaturas à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior. Os apoios financeiros ascendem a 90% das despesas elegíveis. As candidaturas podem ser realizadas até 31 de Dezembro de 2017.

 

Esta linha faz parte do Programa Valorizar e visa promover a contínua qualificação dos destinos através da regeneração, requalificação e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo e da valorização do património cultural e natural do país.

 

Podem candidatar-se entidades públicas ou privadas:

  • As empresas privadas podem ser apoiadas até ao limite máximo de € 150.000,00 e os apoios têm uma natureza reembolsável. No entanto, 50 % do financiamento pode ser convertido em não reembolsável se os promotores atingirem, pelo menos, 90 % do volume de negócios e do VAB previsto na candidatura e se criarem os postos de trabalho previstos na candidatura. 
  • As entidades públicas e sem fins lucrativos podem ser apoiadas até € 400.000,00 e os apoios financeiros revestem natureza não reembolsável 

 

Podem ser apoiados as seguintes tipologias de projectos:

a) Projetos de valorização ou incremento da oferta de Cycling & Walking, nomeadamente no contexto dos percursos cicláveis, pedonais e de fruição espiritual, que concorram para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática destas atividades;

b) Projetos de valorização do património e dos recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos com base nesse património e nesses produtos, nomeadamente no contexto do turismo cultural, termal, equestre, gastronómico, de natureza, militar e ferroviário, que contribuam para o reforço da atratividade de destinos de interior ou para a dinamização de cross-selling regional;

c) Projetos de desenvolvimento de atividades económicas do turismo ou com relevância para o setor, assim como de valorização e de qualificação das aldeias portuguesas, tendo em vista a melhoria da sua atratividade e da experiência turística nestes espaços;

d) Projetos que tenham em vista a estruturação de programas de visitação turística em destinos de interior;

e) Desenvolvimento de calendários de eventos com potencial turístico e com impacto internacional realizados nos territórios do interior ou com impacto nesses territórios.

 

Já preparou o seu projecto?

Precisa de mais informação?

Siga o link abaixo ou contacte-nos!

http://www.turismodeportugal.pt/Portugu%C3%AAs/turismodeportugal/newsletter/2016/Pages/NovasLinhasdeApoio.aspx

 

Bons negócios!

 

 

 

UPDATE: INVESTIMENTOS AGRO-INDUSTRIAIS

pdr2020_logoJÁ ABRIRAM OS CONCURSOS DO PDR2020 PARA O FINANCIAMENTO DE PROJECTOS DE AGRO-INDUSTRIA.

CANDIDATURAS ATÉ 20 DE MARÇO DE 2017.

 

Estão abertos concursos para o financiamento a projectos de investimento agro-industrial do PDR2020, o principal programa nacional de fomento da inovação e expansão do sector em Portugal.

 

  • São elegíveis para financiamento as empresas de conservação, preparação e comercialização ou transformação de produtos agrícolas, com uma situação económica e financeira estável e um projecto economicamente viável.
  • Os projectos devem ter como objectivo a transformação de produtos agrícolas e/ou a sua comercialização e devem apresentar coerência técnica, económica e financeira.
  • Os apoios do PDR2020 podem chegar a 4 milhões de euros por projecto, sob a forma de apoios reembolsáveis e não reembolsáveis – sendo o tecto máximo do apoio a “fundo perdido” de 1 milhão de euros. Acima deste montante, todo o apoio a conceder será sob forma reembolsável.
  • Os apoios podem representar de 20% a 45% do total da despesa de investimento.

 

Na INOVAe podemos apoiar o desenvolvimento de um projecto sólido, viável e consistente com a sua estratégia de crescimento.

Podemos apoiar o desenho de soluções inovadoras ao nível da produção, logística e distribuição dos produtos da sua empresa, assim como a definição e planeamento da abordagem a novas segmentos de mercado, nacionais e internacionais.

Se pretende conhecer mais informação sobre os apoios existentes contacte-nos ou visite o site do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020.

 

Bom trabalho e bons negócios.

dinis.martins@inovae.pt

 

 

 

UPDATE: INVESTIMENTOS AGRÍCOLAS

pdr2020_logoJÁ ABRIRAM OS NOVOS CONCURSOS DO PDR2020, DESTINADOS AO FINANCIAMENTO DE PROJECTOS AGRÍCOLAS.

CANDIDATURAS ATÉ 31 DE MARÇO!

 

Estão abertas as candidaturas a financiamento de projectos de investimento na exploração agrícola do PDR2020, o principal programa nacional de fomento da inovação e expansão do sector em Portugal.

 

  • São elegíveis para financiamento os titulares da explorações agrícolas, legalmente constituidos, que se proponham ao desenvolvimento de projectos de valor superior a 25 000 Euros e que demonstrem viabilidade económica e financeira.
  • Os apoios podem chegar a 5 milhões de euros por beneficiário –  sob a forma de apoios reembolsáveis e não reembolsáveis (a “fundo perdido” no máximo de 700 000 euros) – e podem cobrir de 30% a 50% da despesa de investimento.

 

Na INOVAe podemos apoiar o desenvolvimento de um projecto sólido, viável e consistente com a sua estratégia de crescimento.  Porque ninguém faz tudo sozinho… e até os melhores empresários agrícolas precisam de “agricultores de Excel” de vez em quando.

 

Se pretende conhecer mais informação sobre os apoios existentes contacte-nos ou visite o site do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020.

 

 

Bom trabalho e bons negócios.

dinis.martins@inovae.pt

 

A sua empresa está preparada para a internacionalização? Faça o teste

 

campintern

 

O EXPORT READINESS é uma ferramenta de auto-avaliação assistida.
Se a sua empresa está a iniciar o seu processo de internacionalização e ou se vai reforçar a presença em novos mercados internacionais, é destinado a si.

No final esperamos que conheça melhor o seu grau de preparação para competir no mercado internacional. Que conheça melhor as suas principais forças e fraquezas nesse processo.

As suas respostas são pontuadas de 0 a 5 pontos.

No final pode ficar surpreso com os resultados. Podemos ajuda-lo a melhorar os pontos fracos e a potenciar os pontos fortes. E podemos dar-lhe a conhecer os apoios existentes à actividade de internacionalização.

Contacte-nos para:
dinis.martins@inovae.pt | 91 032 5958
hugo.fonseca@inovae.pt | 91 710 6509

200 milhões de euros para investimento em empresas inovadoras

logoA Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) aprovou aproximadamente 120 milhões de euros para aplicação em novos fundos de capital de risco e veículos de business angels nacionais. Acrescendo a estas verbas os compromissos privados realizados, isto significa um total de mais de 200 milhões de euros de novos fundos que estarão disponíveis para investimento em novas empresas inovadoras em Portugal.

 

O volume global de capitais mobilizados é o mais elevado de sempre para iniciativas do mesmo tipo em Portugal e significa um salto muito significativo em relação à forma tradicional de abordar o investimento em start-ups no nosso pais.

Os novos Fundos de Capital de Risco e Veículos de Business Angels constituídos ou a constituir estarão, muito provavelmente, acessíveis aos empreendedores e novos investidores apenas em 2017. Mas, esperando-se uma procura muito elevada e bem maior do que a oferta de capital disponível, deixamos desde já o nosso conselho: COMECEM A PREPARAR OS VOSSOS PROJECTOS!

 

 

Para mais informação sobre este anuncio consultem o link abaixo ou o site da IFD.

http://www.poci-compete2020.pt/destaques/detalhe/200-milhoes-euros-chegam-PME-portuguesas

http://www.ifd.pt/

 
Para conhecerem os instrumentos disponíveis e a forma como podem apoiar um projecto inovador, contactem-nos.

 

 

Bons negócios!

Tem questões?